Diversas pesquisas vêm revelando mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros. A partir de março, onde a pandemia teve seu início no país, é que essas mudanças começaram a acontecer.

Conforme a ValeCard, uma das maiores empresas de meios de pagamento eletrônicos do Brasil, o número de transações realizadas com os cartões Vale-Alimentação para compras em supermercados, caiu de março para abril (0,78%) e de abril para maio (30,43%). O total de transações é a quantidade de vezes que os cartões foram utilizados.

Além disso, no mesmo período, o cupom médio – calculado com base nas transações realizadas na primeira quinzena – cresceu 17,36% em abril e manteve-se praticamente estável de abril para maio, registrando queda de 1,09%. Os dados apontam que, a partir de março, os consumidores foram menos vezes ao supermercado, porém, gastaram mais em cada ida.

Menos idas a restaurantes, mas com gastos maiores

Além das compras com Vale-Alimentação nos supermercados, algumas pessoas utilizam o vale em suas saídas a lanchonetes e restaurantes. A ValeCard também divulgou números referentes às transações realizadas por meio dos cartões Vale-Refeição em restaurantes e lanchonetes.

Segundo os dados divulgados o número de transações caiu nos dois períodos: de março para abril teve queda de 47,31% e de abril para maio caiu 26,31%. Já o ticket médio cresceu 71,08% em abril em relação a março (de 50,39 para 86,21) e 4,94% em maio na comparação com abril (de 86,21 para 90,47).

Com base nos dados mesmo os brasileiros não tendo ido tanto aos supermercados e restaurantes, por exemplo, gastaram mais entre os meses de março e maio.

Com a reabertura do comércio em algumas cidades e estados

As transações começaram a aumentar já na primeira quinzena de junho, isso se deu pelo fato de muitas das cidades começaram a divulgar e aplicar protocolos de reabertura. No período, foi registrado um aumento de 9,58% na quantidade de transações, ao compararmos com o realizado em maio.

No entanto, cabe lembrar que a primeira morte decorrente da doença no país foi registrada em 16 de março, na metade do mês em que a mudança de comportamento de consumo foi verificada. A pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março, o que fez com que parte da população passasse a adotar o isolamento social como medida de prevenção. Dessa forma, os dados se justificam por si só.