Pesquisa conduzida pela OnePoll a pedido do GoTo by LogMeIn, líder de mercado, reconhecida em comunicações unificadas, colaboração e trabalho remoto, mapeia os hábitos dos trabalhadores de escritório em todo o mundo, incluindo o Brasil.

A pesquisa foi realizada nas últimas três semanas de março. Em destaque estão quais são os principais benefícios e desafios do trabalho remoto, em alta há alguns anos e, agora, potencializado globalmente pela pandemia do novo coronavírus. Contudo, aqui apresentamos os dados referentes aos respondentes do Brasil

O que revela a pesquisa?

Foram “ouvidas” mais de 2250 pessoas em todo o mundo. E quando o assunto é estar apto a trabalhar de casa, os brasileiros só ficam atrás dos Estados Unidos e da Índia. Além disso, a pesquisa revelou que 77,2% dos brasileiros estão acostumados a trabalhar de casa, pelo menos algumas vezes por ano. Inclusive, 40,8% dizem que já trabalhavam remotamente algumas vezes por semana e 10% em tempo integral.

Quando indagados quanto à permanência no trabalho em home office, 83,5% dos brasileiros responderam que adorariam adotar o home office de forma permanente, e 50% deles até topariam um corte salarial caso pudessem trabalhar de casa por tempo integral.

Além disso, quando a pesquisa abordou as vantagens e desvantagens do trabalho remoto, o lado positivo teve maior destaque. Pois é, 84% dos respondentes concordaram que o modelo de trabalho em home office gera economia de tempo. Já 70%, apontou economia de dinheiro. Além desses dois benefícios, citados por eles, a possibilidade de passar mais tempo com a família e amigos é outra vantagem apontada (68,8%), seguida de ganhos reais na produtividade (58%) e maior felicidade (54%).

No entanto, no que diz respeito às desvantagens, os brasileiros apontam que o principal desafio na condução das atividades remotas são as distrações com tarefas da casa, que podem atrapalhar o trabalho para 54,8% dos respondentes.

E se o trabalho remoto fosse implantado em tempo integral?

Além de todas as vantagens já citadas, a pesquisa ainda aponta que, se implementado o trabalho remoto em tempo integral nos escritórios no Brasil, cada funcionário poderia economizar, em média, 50,32 minutos por dia no trânsito, que é um dos principais responsáveis pelo aumento do estresse em relação ao trabalho para 73,2% dos brasileiros.

Vanessa D’Angelo, Head de Marketing para a LogMeIn na América Latina pontuou que “o trabalho remoto traz benefícios reais à qualidade de vida dos funcionários em todo o mundo e esta pesquisa atesta, mais uma vez, que é um desejo da maioria dos trabalhadores, incluindo os brasileiros”, pontua .

D’Angelo ainda revelou que desde que a LogMeIn chegou ao mercado, que a empresa trabalha para tornar o trabalho remoto possível, criando ferramentas que permitem que as pessoas trabalhem de qualquer lugar.

Para mais informações sobre a família de soluções para comunicação unificada e colaboração do GoTo By LogMeIn, acesse: https://www.goto.com/pt