Google Duplex, interage pela primeira vez com humanos, e quase engana.

O serviço de reservas da Google, que usa Inteligencia Artificial, o Google Duplex enganou as pessoas que interagiu com ele e ainda acreditou que era humano.

 

O Google Duplex, a tecnologia que estreou na conferência de I/O do mês passado e, ao mesmo tempo, agradou e assustou as pessoas ao realizar breves conversas com os humanos, praticamente funciona como anunciado.

Na terça-feira, membros da imprensa especializada puderam testar o Google Duplex por conta própria. A tecnologia é outra “cria” digital do Google Assistente, criado para realizar as tarefas relativamente simples de reservas em restaurantes ou marcar um simples corte de cabelo.

Acontece que os pessimistas e os céticos estavam errados. O Google Duplex entende a fala e conversa com os humanos da maneira como o Google prometeu. Ainda assim, não está claro se alguém está interessado em entregar essas tarefas para uma Inteligência Artificial (AI em inglês) Se eles são, a empresa está potencialmente em um hit.

Na I/O, o CEO do Google, Sundar Pichai, gravou uma gravação para o público do Duplex fazendo uma reserva de restaurante de forma tão convincente – espalhando “huns” e “ahs” em seu discurso – que o humano do outro lado da linha não tinha ideia de que eles estavam falando com um sistema automatizado.

Alguns no público da I/O desconfiavam do que ouviam . Eles acusaram o Google de editar a gravação e manipular a demonstração para tornar o Google Duplex mais avançado. Outros notaram que o Google havia surpreendido o público da I/O com uma tecnologia que não se tinha mostrado antes.

Outros mais convencidos pela tecnologia temiam que o Google Duplex pudesse convencer as pessoas a acreditar que estavam conversando com alguém que conheciam, um problema potencialmente grande.

Como nos demos bem com o Duplex

Durante a demonstração na terça-feira, repórteres se revezaram interpretando o papel de uma  recepcionista de restaurante. O Google Duplex ligou para reservar uma mesa e os repórteres fizeram perguntas como “Como posso ajudá-lo?” e “Qual dia e hora?” e “quantas pessoas na sua festa?”, por exemplo.

A primeira coisa a saber é que o Google Duplex se identificou como uma aplicação digital.

“Oi, estou ligando para fazer uma reserva. Sou um serviço de reservas automatizado, então vou gravar a ligação”, disse o Google Duplex em uma voz que parecia ter vindo de um homem de vinte e poucos anos. “Posso reservar uma mesa para quinta-feira?”

O Google está preparado.

Os gerentes programaram o Google Duplex para tentar direcionar as conversas para a tarefa designada, quando a pessoa começar a  desviar do assunto. Se não conseguir isso, o software solicitará que um dos operadores humanos assuma o controle.

Inicialmente, os usuários usarão seus telefones e um aplicativo para digitar datas, horários e outras informações necessárias para fazer uma reserva ou agendamento. Em seguida, o Google Duplex assumirá e fará a chamada. Assim que a reserva for concluída o sistema notificará o usuário. O Google disse que o foco do projeto era “ajudar as pessoas a fazer as coisas”.

Quando os consumidores poderão ter a chance de usar o Google Duplex, o Google não disse exatamente, mas os gerentes sugeriram que pode ser assim que este verão (no hemisfério norte).

FONTE Original: Tech Insider

NOSSA PAGE NO FACAEBOOK NOSSO TWITTER NOSSO CANAL NO TELEGRAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *