A Associação Brasileira Online to Offline (ABO2O), principal entidade que reúne startups de mobilidade urbana e delivery de todo o país, está de acordo com as manifestações realizadas por motoboys e entregadores de aplicativos e quer manter em aberto o diálogo entre ambas a partes. O serviço oferecido por estes trabalhadores é muito importante para os diferentes tipos de negócios, já que abrange um amplo mercado de trabalho e serviços.

Melhores condições de trabalho para os entregadores

Garantia de segurança para esses profissionais na pandemia de COVID-19: com a chegada da pandemia do covid-19 as empresas buscam melhorar a segurança dos seus trabalhadores, bem como promover a assistência médica em consultas, seguro contras os acidentes que podem ocorrer durante as entregas, distribuição de kits de proteção (com máscaras e álcool em gel), além da elaboração do Guia para uma entrega segura em casa para todos, no qual descreve o melhor atendimento as necessidades do cliente e da empresa, preservando a saúde de todos.

As empresas tentam cumprir o que foi proposto e estabelecido no guia, como a distribuição de máscaras e álcool em gel para entregadores e funcionários das empresas, bem como a criação de um fundo para amparar os entregadores que contraírem a Covid-19 e que tem que ficar em isolamento social durante o período em que estiverem sob suspeita e contaminação pelo vírus.

Remuneração mantida

Sem quedas na remuneração: as plataformas reafirmam que não houve queda na remuneração dos entregadores e será transparente sobre como funciona as taxas e valores concedidos aos trabalhadores. Segundo o IBGE, quase 5 milhões de empregadores perderam sua fonte de renda com a pandemia covid-19. Nesse cenário, os serviços de entregas são essenciais para os que querem renda extra. Além disso as plataformas tiveram um súbito aumento, mas não havendo alteração nos valores repassados.

Liberdade nas escolhas

Termos e condições de uso: Os entregadores são profissionais e tem liberdade de livre escolha: podem se mudar para um aplicativo concorrente; gerenciar o próprio horário de trabalho; ligar e desligar o aplicativo a qualquer momento, entre várias. Além disso, a inativação temporária ou, em último caso, o fim do vínculo entre a empresa e o entregador, ocorrerá apenas em caso de rompimento dos termos de uso dos aplicativos. Contudo, as empresas reafirmam que não terminam o vínculo com os entregadores por causa das manifestações.

A ABO2O respeita o direito à liberdade de expressão e manifestação, dentro dos limites legais, e está sempre aberta ao diálogo com todos os parceiros para construir as melhores práticas e manter uma boa relação com seus parceiros e associados.