A, pandemia trouxe consigo um aumento no número de desempregados. No entanto, ao contrário do que se imagina, há vagas de emprego ainda não ocupadas e não estão apenas alocadas na área da saúde. Quem já tinha habilidade de trabalhar com ferramentas digitais, ou acabou entrando na onda de transformação digital tem conseguido oportunidades mesmo em meio à crise.

Esse cenário é indicado em pesquisas, como por exemplo uma sondagem de mercado feita em maio deste ano junto a empresas de Goiânia. Esse levantamento foi realizado pelo Instituto Gyntec Academy, em parceria com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação de Goiás (Assespro-GO) e a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex). O objetivo foi de avaliar os impactos e as adaptações feitas pelas empresas no mundo pós-pandemia.

Sondagem de mercado: Resultados

A sondagem foi realizada com 38 empresas de diversos segmentos e os resultados apontaram que a pandemia contribuiu para o desemprego de muitos profissionais. No entanto, mostrou que este novo momento também estimulou e acelerou o crescimento de outros setores como o de tecnologia da informação e o de comunicação e marketing digital. De acordo com o levantamento, das companhias participantes e que estão com vagas em aberto, 55% estão a procura de profissionais das dessas áreas, com experiência em gerenciamento de mídias socais, desenvolvimento de conteúdo digital, gerenciamento e planejamento em inovação, gestão de projetos, análise de dados, metodologias ágeis e Scrum (sistema gerenciamento para desenvolvimento de software).

Aumento da demanda

Um exemplo do aumento da demanda em meio à pandemia é revelado por Tauhana Porto, diretora de uma agência de marketing digital em Goiânia: “Com essa questão da pandemia e do distanciamento social, as empresas perceberam a necessidade de reforçar sua presença no meio digital. Então nossos clientes começaram demandar muito”. Tauhana, inclusive, contratou recentemente duas pessoas para sua equipe, uma design e uma profissional para área de desenvolvimento de campanhas.

A publicitária explica ainda que para sua área de marketing e comunicação digital a familiaridade e o gosto em trabalhar com mídias digitais e redes sociais são requisitos indispensáveis para quem quer atuar neste segmento.

As oportunidades têm surgido e esse é só mais um exemplo do crescimento no número de vagas de emprego, principalmente para atender a demanda digital acelerada pela pandemia.