Categorias
Sem categoria

Há 10 anos atrás o MacBook era lançado por Steve Jobs

Muitas vezes a tecnologia revolucionou o mundo, mas poucas vezes um homem revolucionou tanto a tecnologia como Steve Jobs.

A frase acima pode parecer de um “fanboysmo” escrachado, mas é inegável que o legado de acertos que Jobs deixou pra tecnologia, seja no lançamento do iPhone, iPad ou iPod, isso só pra citar os mais recentes.

Mas um lançamento dele pouco lembrado, que hoje completam 10 anos foi o do MacBook Air, lançado com toda pompa de “Notebook mais fino do mundo” o Air criou uma tendencia que levou a Intel a se inspirar e criar seus Ultrabooks, que até hoje é vendido nas lojas.

https://youtu.be/1CgAKBf4bbU

A memoriável e inusitada entrada do MacBook “envelopado” rendeu muitas campanhas, talvez um pouco menos  memoráveis, mas porque não dizer mais hilária.

Apesar das criticas de seu já pra época, hardware limitado e quase nenhuma possibilidade de expansão, devido as pouquíssimas conexões (o que a Apple adotou também para seus MacBooks atuais), a leveza e a beleza do hardware cativaram boa parte do publico “básico” e foi um sucesso de vendas.

Hoje o MacBook Air continua como produto ativo na linha da Apple, porém é um Zumbi que não sofre nenhuma atualização de hardware desde março de 2015 e muito provavelmente só existe hoje devido a ser considerado um dispositivo de “baixo custo” (para os padrões Apple, claro).

[su_button url=”https://www.macrumors.com/2018/01/15/macbook-air-turns-10/” target=”blank” text_shadow=”0px 0px 0px #000000″ rel=”nofollow”]FONTE: MACRUMORS[/su_button]

[su_button url=”https://t.me/blogtechnotec” target=”blank” text_shadow=”0px 0px 0px #000000″ rel=”nofollow”]NOSSO CANAL NO TELEGRAM[/su_button]

Por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos. Agora, ele resolveu entrar pelo mundo das finanças, especialmente as pessoais!