Mesmo antes da pandemia, o futuro profissional já era bastante estudado globalmente, após o caos instaurado no mundo inteiro, a relevância do assunto ganhou mais corpo e é unânime a opinião dos especialistas quando se fala no fim da era dos empregos e alavancamento na era do trabalho. Aparentemente parece que se aproxima o fim de toda uma estrutura de regras empregado/empregador, sem assinatura em carteira de trabalho, vales-transporte e alimentação ou até mesmo o controle do ponto.

O futuro parece incerto, mas uma coisa é fato, as pessoas sempre precisarão dividir o trabalho, seja por não conseguir executá-lo sozinho, não gostar ou não saber fazê-lo mesmo. É aí onde podem surgir oportunidades para a execução de um trabalho remunerado. Talvez em um futuro próximo pessoas físicas tornem-se pessoas jurídicas e direcionem melhor o seus trabalhos, ganhando mais, porém, trabalhando mas também.

A bola da vez parece ser atualização, pois, se você se mantiver atualizado na sua área de atuação, certamente conseguirá traçar planos para administrar o seu negócio, suas finanças e executar e entregar um bom trabalho, entendendo que o empreendedorismo pode se apresentar com altas e baixas e se manter atualizado é um importante passo para conseguir enfrentar as barreiras que surgirem.

Preparar-se para um futuro de trabalho de incertezas não será tarefa fácil, profissionais de todas as áreas deverão investir continuadamente no desenvolvimento de suas habilidades técnicas e comportamentais, as chamadas hard e soft skills. E os termos que devem tornar-se corriqueiros na vida dos profissionais, então, o conceito de lifelong learning, que significa que teremos que estudar para sempre, nunca fez tanto sentido. Teremos sempre que buscar o que muitos especialistas chamam de reskilling, que nada mais é do que a necessidade de atualização constante das habilidades profissionais.

Assim, talvez um diploma em uma das melhores universidades não te garantirá um futuro tranquilo, pautado no crescimento linear dentro de uma empresa. Para os profissionais que já tem uma carreira estabelecida a tarefa também não é fácil, pois agora vão de encontro a uma realidade um pouco distante de tudo aquilo para o qual eles foram preparados.

A questão que mais agrava a situação talvez seja o fato de que ninguém sabe dizer ao certo como vai ser. As regras foram mudadas e não existem manuais que conduzam um profissional em uma carreira de ascensões. A partir de agora, será tudo à base da tentativa e erro.

“Por isso, quanto maior a sua resiliência e capacidade de adaptação, as suas hard soft skills, mais fácil será construir uma carreira de sucesso em um futuro incerto. Esquecer os roteiros pré-estabelecidos e as antigas fórmulas são o primeiro passo para encarar a nova realidade”, conclui Marcos Yabuno.

futuro-profissional-como-se-preparar-diante-de-tanta-incerteza

As habilidades a serem desenvolvidas, mediante novas competências não será igual para todos os profissionais. O esforço individual diário é a base para se preparar para fazer a diferença e aproveitar cada oportunidade que surgir.

Marcos Yabuno Guglielmi é coach empresarial certificado da ActionCOACH, empresa número 1 do mundo em coaching empresarial.