O isolamento social alterou e muito a forma de trabalho de alguns segmentos, de outros nem tanto. Para os usuários que não podem, pelo menos por enquanto, sentar na mesa de um bar ou restaurante e pedir sua bebida, ou comida favorita, uma alternativa tem sido o uso do delivery para driblar a vontade de consumo.

E nesse cenário, os serviços de entrega ganham protagonismo. No setor de food service muitas empresas enfrentam a nova realidade e quem segue trabalhando adapta os processos administrativos e logísticos para conseguir atender a uma demanda cada vez mais crescente.

O momento exigiu adaptações por parte dos estabelecimentos que têm na situação a oportunidade de ver seu negócio fluir. O Grupo Rubaiyat, com restaurantes no Brasil, Argentina, Chile e Espanha, é um exemplo de estabelecimentos que tiveram um grande aumento na demanda de entrega e se saíram bem desta situação, atendendo por delivery. E os pedidos eram tantos que foi necessário buscar várias soluções para essa nova fase, já que a rede não estava dando conta de tantos pedidos online, revelou Thiago Albrecht, controller do Grupo Rubaiyat.

E com para driblar essa situação o grupo buscou na tecnologia uma grande aliada. “Investimos em um sistema muito amigável, visual onde temos tudo integrado: financeiro, fiscal, compras, contabilidade, contas a pagar, entre outros. A extração de relatórios é simples e eles fornecem dados que nos permitem criar estratégias de como trabalhar da melhor forma possível”, revela o controller do Grupo.

A empresa integradora das tecnologias utilizadas pelo Grupo foi a ACOM Sistemas. De acordo com Eduardo Ferreira, diretor da empresa, o sistema ERP EVEREST Gestão Empresarial proporciona uma gestão centralizada de todas as operações.

Mas, outro grande desafio enfrentado pela rede de restaurantes foi fornecer uma entrega segura, com o alimento bem embalado e evitando qualquer contato físico. Pensando na qualidade e segurança o grupo optou pela contratação de uma empresa especializada em serviços de entrega e segue protocolos rigorosos de higiene.

“Cuidado é a palavra-chave. Aferimos a temperatura dos funcionários que estão manuseando os alimentos a todo momento. Exigimos que todos os nossos entregadores utilizem máscara cirúrgicas e higienizem as mãos e os baús onde os pedidos são armazenados, antes e depois de cada entrega”, pontua o controller do Grupo Rubaiyat.