Categorias
Tecnologia

Transformação digital ajuda na separação de despesas e investimentos

Na gestão de uma empresa, quanto mais dados o gestor tiver em suas mãos, melhor para as tomadas de decisões. Saber quanto a empresa gasta mensalmente e quais setores se acentua mais esse gasto é fundamental para uma boa gestão.

Entretanto, não é fácil identificar os gastos considerados desnecessários no dia a dia. Nesse sentido, a transformação digital pode ser uma aliada. Por meio dela, as organizações não apenas se adequam a novos processos, mas conseguem ter mais transparência em suas despesas, o que é muito importante para uma boa gestão.

Índices nacionais e globais

Uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte, indica a dificuldade das empresas de adotarem práticas que controlem seus custos operacionais.

Segundo a pesquisa, no Brasil, 73% das organizações admitiram que não conseguiram cumprir suas metas no último ano. E esse índice é ainda maior na média global (81%). A principal barreira enfrentada pelas companhias brasileiras e mundiais é a falta de gerenciamento de desafios para implementar as iniciativas. Em suma, a falta de uma visão eficiente e automatizada na gestão.

A transformação digital

Segundo Rodrigo Reis, diretor comercial e sócio da Reis Office, empresa líder em outsourcing de impressão e soluções para digitalização, transmissão e armazenamento de documentos, apesar da transformação digital ser uma tendência no ambiente corporativo, sua utilização está mais relacionada à automação de processos do que à estratégia de redução de despesas. Contudo, o que muitos profissionais ignoram, é que justamente essa digitalização e a entrada de novas tecnologias no dia a dia trazem mais transparência em todas as tarefas e ações das equipes.

Reis acrescenta que o cruzamento de todas as informações coletadas pelas soluções permitem análises mais completas por parte dos gestores, identificando onde há gastos mais elevados e facilitando a tomada de decisão, por isso a transformação digital acaba contribuindo para a redução de despesas também.

Uma boa gestão consegue identificar os gastos supérfluos e seu corte pode gerar recursos que, investidos, permitem maior crescimento da empresa. “Custos com impressão e gerenciamento de documentos, por exemplo, podem ser reduzidos com o apoio de empresas parceiras, potencializando a produtividade dos colaboradores”, argumenta o diretor comercial.

Ele lembra que: “A própria empresa precisa estar pronta para conseguir garantir que a digitalização traga uma visão mais clara sobre a gestão das despesas. A principal medida deve envolver uma mudança na própria cultura organizacional, com os profissionais extraindo informações inteligentes dos processos. Além disso, é algo que deve envolver todas as equipes e não apenas um determinado departamento”.

Concluindo

A transformação digital auxilia muito no desenvolvimento das empresas e vai além da digitalização e adoção de novas tecnologias. “Sem a estratégia de reduzir custos e aumentar a rentabilidade do negócio, não apresenta nenhum valor ao negócio e tampouco facilita o crescimento a médio e longo prazo.  Para que esse objetivo se concretize, é preciso que os profissionais sejam capazes de enxergar todas as despesas e identifiquem quais gastos podem ser cortados sem afetar o dia a dia de todos”, conclui Reis.

Por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.