No caos do atual cenário do mercado global, o mercado de automóveis não passaria ileso com o agravamento da pandemia da covid-19. Em abril passado, foram pouco mais de 50 mil emplacamentos de novos carros, 67% a menos do que o mês anterior e a previsão para o 2º trimestre de 2020 é que não passe das 300 mil unidades vendidas, queda de 45% em relação ao primeiro trimestre deste ano, segundo dados da Brigth Consulting, especializada no segmento automotivo.

Em função das medidas preventivas para diminuir o avanço do coronavírus, como proibição da abertura de lojas físicas e a paralisação das fábricas, este setor teve um grande queda dos negócios com o início do isolamento social. Embora não sabemos quando isso acabará, o certo é que impactou negativamente nos negócios das empresas e o futuro é quem dirá. No entanto, as empresas só conseguirão sair deste crise, através de uma estratégia na transformação digital.

Implementando um ERP

E o ponto crucial para a mudança é a implementação do Sistema integrado de gestão Empresarial ou ERP na nuvem. Fabricantes de peças automotivas, como discos de freio, bielas, limpador de para-brisa entre outras, precisam de um ERP funcional para suas atividades. Além do mais, uma rede de informações em nuvem oferece maior agilidade nos processos, além de melhorar a qualidade de produção, envolvendo clientes e fornecedores.

Controle de dados

Uma utilidade vantajosa de uma ERP na nuvem é melhorar a controle dos dados, onde tem uma maior exatidão de informações. Montadoras e provedores têm contratos com SLAs bem rígidos, embora usem uma forma manual na gestão dos seus dados. O grande problema é que um único erro de informação acarreta multas, o que seria mais viável as empresas a implementação de um sistema integrado, eliminado todos os custos das infrações.

Além disso, garantir eficiência na informação, torna-se necessário para atender as exigências da EDI (Electronic Data Interchange), protocolo eletrônico que permite a troca de mensagens entre fabricantes e montadora. Rapidez e aprimoramento dos custos, são itens básicos para implementação de sistemas em nuvem.

Aumento na produtividade

Com o sistema em nuvem tendo sido implementado nas empresas, a produção terá um upgrade. Situações como a quantia certa de produtos demandados, cumprir prazos estabelecidos, produção resumida e a redução dos estoques, se tornam benefícios que farão a diferença para as empresas que optem por sistemas baseados em nuvem, tornando uma produção mais eficaz e diminuindo as perdas.

Além disso, o ERP baseado na nuvem é uma excelente forma das empresas mudarem a forma como trabalham e gerem sua produção. Eficiência, redução de custos, otimização de estoque, tal qual a proteção exigida pelos protocolos de conversação, são algumas das vantagens de se ter um ERP. Empresas automotivas precisavam desta transição para atender suas demandas e melhorar seus lucros.