Business

Huawei testa ArkOS em um milhão de dispositivos

0
Huawei testa ArkOS em um milhão de dispositivos.

Quando o assunto é a guerra comercial entre China e Estados Unidos, ascoisas ainda parecem meio obscuras sobre o futuro dessa disputa. A Huawei está no epicentro do problema, sendo proibida pelo governo norte-americano de utilizar os produtos da Microsoft e do Google, entre outros. Tentando se antecipar, a Huawei testa ArkOS em um milhão de dispositivos.

Porém, ainda não ficou claro se a gigante chinesa continuará a usar Android em seus celulares e do Windows 10 computadores. Portanto o Arkos é um “plano B” no caso de ter de recorrer a um sistema proprietário. A empresa teria trabalhado neste sistema operacional há alguns anos. Ele é visto como uma solução para vários dispositivos e capaz de funcionar em praticamente qualquer tipo de terminal.

Segundo fontes chinesas, a Huawei já está testando seu sistema operacional em um milhão de dispositivos. Porém, não se sabe quais seriam os primeiros a chegar ao mercado com o novo sistema.

Compatível com aplicativos Android e multiplataforma

Não é segredo que a Huawei vende mais telefones do que computadores. Entretanto, seu sistema operacional seria uma plataforma para múltiplos dispositivos. Portanto, seria capaz de rodar em computadores, telefones, relógios inteligentes e televisores, entre outros.

Não devemos perder de vista o fato de que a Microsoft não aceita pedidos da Huawei após o veto imposto pela Trump. Da mesma forma, retirou os dispositivos da Huawei com o Windows 10 do seu site. Os Matebooks são a resposta da Huawei ao MacBook da Apple, e não poder contar com o Windows 10 em sua venda ao público coloca na mesa a necessidade de propor uma alternativa própria.

Embora os ambientes de PC não dependam tanto do Google quanto do sistema operacional Android (pertencente a essa empresa), vale a pena considerar como o ecossistema de aplicativos estará no ArkOS.

Huawei testa ArkOS em um milhão de dispositivos

Huawei testa ArkOS em um milhão de dispositivos.

As dúvidas sobre este ecossistema de software também existem pela maneira de baixar e usar os programas ou aplicativos. O veto aos smartphones Huawei proíbe os aparelhos de virem com o Google Apps pré-instalado. Contudo, não deve ter qualquer consequência sobre os PCs. Assim, o ArkOS pode ter seu próprio navegador, bem como um mecanismo de busca independente do Google.

Então, para oferecer aplicativos Android, a Huawei precisa de um App Gallery, ou uma loja própria de aplicativos. No momento, a loja tem pouco conteúdo, é focada em dispositivos móveis e é uma alternativa à Android Play Store. Tanto assim, que no fórum móvel especializado XDA Developers vazaram e-mail Huawei convidando desenvolvedores para levar aplicativos para App Gallery, em vez de apenas hospedaá-los na loja do Google.

Via

Google Stadia é menos Netflix e mais PlayStation Plus

Previous article

Google mostra detalhes do Pixel 4

Next article

You may also like

More in Business