Google usará internamente distro baseada no Debian

Não há mais Ubuntu! Debian é a nova escolha para a distribuição Linux interna do Google

Durante anos, o Google usou o Goobuntu, um sistema operacional baseado no Ubuntu. O Goobuntu agora está sendo substituído pelo gLinux, que é baseado no Debian Testing.

Se você leu os fatos do Ubuntu , você provavelmente já sabe que o Google usa uma distribuição Linux chamada Goobuntu como plataforma de desenvolvimento. É uma distribuição Linux personalizada com base em … (fácil de adivinhar) … Ubuntu.

Goobuntu é basicamente uma “pele clara sobre o Ubuntu padrão”. Baseia-se nos lançamentos LTS do Ubuntu. Se você acha que o Google contribui para o teste ou o desenvolvimento do Ubuntu, você está errado. O Google simplesmente é um cliente pagador do programa Ubuntu Advantage da Canonical. Canonical é a empresa-mãe atrás do Ubuntu.

Após mais de cinco anos com o Ubuntu, o Google está substituindo o Goobuntu pela gLinux, uma distribuição Linux baseada no lançamento do Debian Testing.

Como o MuyLinux relata , o gLinux está sendo construído a partir do código-fonte dos pacotes e o Google apresenta suas próprias alterações. As mudanças também serão contribuídas para o upstream.

Esta “notícia” não é realmente nova. Foi anunciado em Debconf’17 em agosto do ano passado. De alguma forma, a história não chamou a atenção que merece.

Você pode assistir a apresentação no vídeo Debconf aqui .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *