in

Google é agora membro Platinum da “The Linux Foundation” !!!

No final do mês de junho (2018) se juntou à um grupo seleto de membros Premium’s, como IBM, Microsoft, AT&T e Cisco.

 

Google há muito tempo é membro da Linux Foundation, mas no relativamente baixo nível Silver. Hoje, a empresa está intensificando seu compromisso tornando-se patrocinadora Platinum – o nível mais alto de afiliação que a organização sem fins lucrativos de código aberto oferece atualmente. A associação de prata para grandes corporações custa pouco menos de US $ 100.000 por ano, enquanto os patrocinadores Platinum pagam US $ 500.000. Como parte desse movimento, Sarah Novotny, diretora de estratégia de código aberto do Google para o Google Cloud Platform, está se juntando ao conselho de diretores da Linux Foundation.

Com isso, Google junta-se a AT&T, Cisco, Fujitsu, Hitachi, Huawei, IBM, Intel, Microsoft, NEC, Oracle, Qualcomm, Samsung e VMware como membro Platinum, mas vale lembrar que a Linux Foundation agora tem mais de 800 membros em todos os níveis.

 

[su_quote cite=”Jim Zemlin, Diretor Executivo da Linux Foundation”]O Google é um dos maiores contribuidores e defensores do código aberto no mundo, e estamos entusiasmados com o fato de eles terem decidido aumentar seu envolvimento na The Linux Foundation. Estamos honrados que Sarah Novotny, uma das principais figuras da comunidade de código aberto, se junte ao nosso conselho – ela será um grande trunfo.[/su_quote]

Até certo ponto, é um pouco surpreendente que o Google tenha permanecido como membro Silver por tanto tempo, dado seu extenso envolvimento com vários projetos e ecossistemas de software de código aberto ao longo dos anos.

[su_quote cite=”Sarah Novotny, Diretora de open-source para o Google Cloud”]O código aberto é uma parte essencial da cultura do Google, e reconhecemos o potencial dos ecossistemas abertos para crescer rapidamente, ser mais resilientes e adaptáveis ​​diante das mudanças e criar softwares melhores. A Linux Foundation é um elemento fixo na comunidade de código aberto. Ao trabalhar de perto com a organização, podemos nos envolver melhor com a comunidade como um todo e continuar a construir um ecossistema mais inclusivo, onde todos possam se beneficiar.[/su_quote]

Na Linux Foundation agora possui mais de 800 membros em seus vários níveis, incluindo Canonical (Silver), Red Hat (Silver) e SUSE (Gold).

Fonte Original: TechCrunch e The Linux Foundation

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos. Agora, ele resolveu entrar pelo mundo das finanças, especialmente as pessoais!

Linux Mint 19 lançado, saiba as novidades e como baixar

Elon Musk construiu um “submarino” para resgatar crianças da Tailândia