in

Cenário pós-pandemia: Sua empresa está preparada?

Algumas mudanças permanecerão no cenário pós-pandemia

cenario-pos-pandemia-sua-empresa-esta-preparada

A pandemia instalada no mundo nos últimos meses afetou potencialmente as empresas, seja na rotina de trabalho ou nas estratégias para se manter no mercado, mas o que nem todo mundo atentou ainda é que algumas mudanças não desaparecerão no cenário pós-pandemia.

Em conversa com o fundador da Raccoon, André Palis, na série “Tempos de Crise”, o diretor do Facebook (empresa que entende bem dos gostos e dos comportamentos dos usuários), Conrado Leister, afirmou que a pandemia criou novos usuários. “Fizemos uma pesquisa com o Ibope e descobrimos que mais de 30% das pessoas estão comprando pela internet pela primeira vez. É muito provável que isso permaneça, e as empresa precisam se preparar. Antes, ter presença online era vantagem. Hoje é essencial”, afirma. Leister aponta que as empresas precisam estar atentas a formas eficientes de comunicação e relacionamento com os clientes.

“Quem já tem canais digitais, tem que ficar ainda mais maduro, pensando no uso das ferramentas tecnológicas em todo o processo, desde o contato com o cliente via internet, até o ciclo completo de compras. No WhatsApp, por exemplo, tem que pensar num uso em escala”, frisa. A fala do diretor vai de encontro à elevação no uso do app WhatsApp que antes da pandemia era subutilizado, de forma mais amadora e agora precisa de profissionalização.

O cenário atual também afetou e causou transformações na forma como as empresas anunciam e investem em publicidade, pensando sempre na tensão vivida, de forma a não passarem uma impressão errada, destacou Leister. “É uma linha tênue entre fazer uma ação positiva que ajude a sociedade e ser visto como oportunista. Mas tem o outro lado, porque ficar com medo de ser mal interpretado e não fazer nada também pode ser ruim”, diz.

O diretor acredita que a reinvenção por parte das empresas não pode ultrapassar certos limites, para que não percam suas essências. O foco nesse momento é ser autêntico e não ousar tanto! Leister ainda sugeriu que as agências de publicidade devem trabalhar ainda mais próximo do cliente, entendendo as mudanças impostas ao negócio e não apenas executando campanha.

O executivo lembra que não dá pra pensar apenas no momento, com ações apenas para o cenário atual. O cenário pós-pandemia deve ser pensado pelas empresas e que essas levem em conta todas as transformações as quais já se submeteram em função da pandemia. A utilização de canais antes não utilizados, uso de criatividade nas campanhas talvez sejam uma alternativa, destaca Leister. ” Afinal, quem estiver melhor preparado agora vai se recuperar mais rápido depois”, finaliza.

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

crise-causada-pelo-coronavirus-ja-afeta-82-das-maes-brasileiras

Crise causada pelo coronavírus já afeta 82% das mães brasileiras

o-cenario-economico-empresarial-na-pandemia-de-onde-viemos-e-para-onde-vamos

O cenário econômico empresarial na pandemia: De onde viemos e para onde vamos?