4G de 700 MHZ começa a chegar nas principais cidades brasileiras

Com o fim da TV Analógica no Brasil, uma das coisas que seria beneficiada seria a internet móvel como o 4G.

 

Foi anunciado essa semana pelo presidente da ANATEL, Juarez Quadros, a liberação da frequência de 700 MHz para  40 municípios das regiões metropolitanas de Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre. E complementou com a seguinte declaração:

Com essa etapa completamos todas as capitais do Nordeste. Com Belém, Manaus e seus entornos, começamos o desligamento na Região Norte. Vai faltar Palmas, Boa Vista, Macapá, Rio Branco e Porto Velho, além de Campo Grande e Cuiabá, no Centro-Oeste, para completar todas as capitais do país com sinal digital, o que deve acontecer lá no mês de agostoJuarez Quadros

Para que essas cidades possam utilizar essa faixa de 700 MHz será de um tempo médio de 30 dias e ainda segundo a ANATEL, as operadoras poderão operar em 100% até junho.

No Rio de Janeiro a Vivo já vai por em operação o seu 4G essa semana, chamado de 4G+ pela operadora. Em outros 687 municípios já utilizam essa tecnologia.

Um dos motivos para que houvesse demora na liberação dessa frequência nessas regiões, foi o processo de desligamento do sinal Analógico das TV’s. Em SP por exemplo, o desligamento (ou switch offocorreu em março de 2017 depois de um alinhamento entre as equipes das operadoras de telefonia e das operadoras de TV, para assim eliminar possíveis interferências entre os serviços.

A utilização da frequência de 700 MHz para a telefonia móvel, principalmente pela 4G, possibilitará a maior penetração do sinal em mais lugares, pois essa frequência é de baixa intensidade e assim de fácil propagação. Hoje a frequência usada são as tradicionais 1.800 MHz e 2.600 MHz.

E com isso as operadoras de telefonia móvel (Vivo, TIM, Claro, OI e Nextel) não precisarão instalar antenas novas, visto que já temos uma rede de antenas de 700 MHz boa e com uma cobertura ampla. E com isso a internet móvel poderá chegar a mais lugares e com menos quedas de conexão.

FONTE: Convergência Digital e Teletime

NOSSA PAGE NO FACAEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *